Prototopologias emergentes do design: o artifício da situação, do ambiente e da relacionalidade. Sobre futuros antropo[ex]cêntricos

Publikation: Bidrag til bog/antologi/rapportBidrag til bog/antologiForskningfagfællebedømt

Standard

Prototopologias emergentes do design: o artifício da situação, do ambiente e da relacionalidade. Sobre futuros antropo[ex]cêntricos. / Michelsen, Anders Ib.

Quando fazer é pensar: : aproximações entre design e filosofia . red. / Daniel B. Portugal; Wandyr Hagge; Leonardo Kussler. Editora PPDESDI, 2022.

Publikation: Bidrag til bog/antologi/rapportBidrag til bog/antologiForskningfagfællebedømt

Harvard

Michelsen, AI 2022, Prototopologias emergentes do design: o artifício da situação, do ambiente e da relacionalidade. Sobre futuros antropo[ex]cêntricos. i DB Portugal, W Hagge & L Kussler (red), Quando fazer é pensar: : aproximações entre design e filosofia . Editora PPDESDI.

APA

Michelsen, A. I. (Accepteret/In press). Prototopologias emergentes do design: o artifício da situação, do ambiente e da relacionalidade. Sobre futuros antropo[ex]cêntricos. I D. B. Portugal, W. Hagge, & L. Kussler (red.), Quando fazer é pensar: : aproximações entre design e filosofia Editora PPDESDI.

Vancouver

Michelsen AI. Prototopologias emergentes do design: o artifício da situação, do ambiente e da relacionalidade. Sobre futuros antropo[ex]cêntricos. I Portugal DB, Hagge W, Kussler L, red., Quando fazer é pensar: : aproximações entre design e filosofia . Editora PPDESDI. 2022

Author

Michelsen, Anders Ib. / Prototopologias emergentes do design: o artifício da situação, do ambiente e da relacionalidade. Sobre futuros antropo[ex]cêntricos. Quando fazer é pensar: : aproximações entre design e filosofia . red. / Daniel B. Portugal ; Wandyr Hagge ; Leonardo Kussler. Editora PPDESDI, 2022.

Bibtex

@inbook{c7ce571d7ae94b8991889ccc7f8a6628,
title = "Prototopologias emergentes do design: o artif{\'i}cio da situa{\c c}{\~a}o, do ambiente e da relacionalidade. Sobre futuros antropo[ex]c{\^e}ntricos",
abstract = "Este cap{\'i}tulo apresenta reflex{\~o}es sobre a propens{\~a}o, a pot{\^e}ncia e a perspectiva espec{\'i}ficas dos artefatos projetados no sentido mais amplo, objetos, coisas, edif{\'i}cios, m{\'a}quinas, infraestruturas, tecnologias, materiais e assim por diante — artefatos materiais, sens{\'i}veis e simb{\'o}licos; todos as entidades que podem ser projetadas como produto de algum tipo de a{\c c}{\~a}o com prop{\'o}sito: o que Ezio Manzini chamou de “ambiente artificial”. O texto aborda especialmente como esse ambiente emerge como massa cr{\'i}tica, como destacado nos debates sobre o Antropoceno. Este cap{\'i}tulo considera uma prototopologia emergente em situa{\c c}{\~o}es, intera{\c c}{\~o}es e rela{\c c}{\~o}es do ambiente artificial que se enreda criticamente com a coabita{\c c}{\~a}o humana. Para iniciar a discuss{\~a}o, o cap{\'i}tulo aborda a prototopologia a partir das discuss{\~o}es sobre “coisifica{\c c}{\~a}o” * ou “reifica{\c c}{\~a}o” (de {\textquoteleft}res{\textquoteright}: coisa, em latim) do s{\'e}culo XIX {\`a} segunda metade do s{\'e}culo XX como longue dur{\'e}e. * O resultado, como se ver{\'a}, prop{\~o}e uma estrutura para repensar o design. O cap{\'i}tulo sugere tr{\^e}s modalidades de prototopologia — em situa{\c c}{\~o}es, intera{\c c}{\~o}es e rela{\c c}{\~o}es — e conclui cunhando a no{\c c}{\~a}o de “design no antropo-ecceno”.",
author = "Michelsen, {Anders Ib}",
year = "2022",
language = "Portugisisk",
editor = "Portugal, {Daniel B.} and Wandyr Hagge and Leonardo Kussler",
booktitle = "Quando fazer {\'e} pensar:",
publisher = "Editora PPDESDI",

}

RIS

TY - CHAP

T1 - Prototopologias emergentes do design: o artifício da situação, do ambiente e da relacionalidade. Sobre futuros antropo[ex]cêntricos

AU - Michelsen, Anders Ib

PY - 2022

Y1 - 2022

N2 - Este capítulo apresenta reflexões sobre a propensão, a potência e a perspectiva específicas dos artefatos projetados no sentido mais amplo, objetos, coisas, edifícios, máquinas, infraestruturas, tecnologias, materiais e assim por diante — artefatos materiais, sensíveis e simbólicos; todos as entidades que podem ser projetadas como produto de algum tipo de ação com propósito: o que Ezio Manzini chamou de “ambiente artificial”. O texto aborda especialmente como esse ambiente emerge como massa crítica, como destacado nos debates sobre o Antropoceno. Este capítulo considera uma prototopologia emergente em situações, interações e relações do ambiente artificial que se enreda criticamente com a coabitação humana. Para iniciar a discussão, o capítulo aborda a prototopologia a partir das discussões sobre “coisificação” * ou “reificação” (de ‘res’: coisa, em latim) do século XIX à segunda metade do século XX como longue durée. * O resultado, como se verá, propõe uma estrutura para repensar o design. O capítulo sugere três modalidades de prototopologia — em situações, interações e relações — e conclui cunhando a noção de “design no antropo-ecceno”.

AB - Este capítulo apresenta reflexões sobre a propensão, a potência e a perspectiva específicas dos artefatos projetados no sentido mais amplo, objetos, coisas, edifícios, máquinas, infraestruturas, tecnologias, materiais e assim por diante — artefatos materiais, sensíveis e simbólicos; todos as entidades que podem ser projetadas como produto de algum tipo de ação com propósito: o que Ezio Manzini chamou de “ambiente artificial”. O texto aborda especialmente como esse ambiente emerge como massa crítica, como destacado nos debates sobre o Antropoceno. Este capítulo considera uma prototopologia emergente em situações, interações e relações do ambiente artificial que se enreda criticamente com a coabitação humana. Para iniciar a discussão, o capítulo aborda a prototopologia a partir das discussões sobre “coisificação” * ou “reificação” (de ‘res’: coisa, em latim) do século XIX à segunda metade do século XX como longue durée. * O resultado, como se verá, propõe uma estrutura para repensar o design. O capítulo sugere três modalidades de prototopologia — em situações, interações e relações — e conclui cunhando a noção de “design no antropo-ecceno”.

M3 - Bidrag til bog/antologi

BT - Quando fazer é pensar:

A2 - Portugal, Daniel B.

A2 - Hagge, Wandyr

A2 - Kussler, Leonardo

PB - Editora PPDESDI

ER -

ID: 319257749